GABR!£L---skate&surf---
totalmente relacionado as coisas q eu mais curto

huttus

By Gabriel

Após uma temporada de posts ao melhor estilo Ctrl+C / Ctrl+V do que estava acontecendo no universo skateboard brasileiro, só para constar a existência do blog, chego para retomar meu caminho evolutivo. Este semestre na escola serviu para que eu podesse rever alguns conceitos sobre o Skate Evolutivo Blog, o que eu tinha em mente no início era discutir, dialogar, refletir, avaliar, pesquisar, entender o skate carioca.E é este o foco que pretendo retomar a partir de agora, por mais esquecido e abandonado o skate esteja no Rio de Janeiro. E para retomar o fio da meada vamos falar do evento do próximo fim de semana; O CAMPEONATO DO HUTÚZ promovido pelo meu amigo Eduardo Gringo da CUFA, que vem enfrentando problemas com a FASERJ, que não reconhece os eventos produzidos pelo Gringo.Minha intenção não é acusar ou criticar, mas sim apontar algumas deficiências e incoerências existentes no skate do Rio, como por exemplo o fato de termos pessoas lutando pela evolução do skate carioca, SIM! Mas em lados opostos. Então peço licensa aos caros amigos internautas e antes de falar da competição do HUTÚZ convido-os a acompanhar minha linha de reciocínio.Quem de vocês jão não se sentiu abandonado no Rio de Janeiro?Pois é, este parece ser o KARMA do skate carioca.Quando comecei este blog procurei envolver-me profudamente com os problemas que vivíamos, pouca coisa mudou, conversei com membros importantes da cena carioca, desde atletas e skatistas “for fun” até instrutores e coordenadores de projetos referentes ao skate carioca. Logo compreendi o que nos faz tão diferentes e nos coloca tão distantes de São Paulo, que apesar de ser logo aqui ao lado está há anos luz, mercadologicamente falando, a nossa frente. Não é a falta de estrutura que nos torna precários, mas sim a falta de cooperação, a ausência de apoio dos que estão no topo da cadeia comercial do Rio de Janeiro, falta de apoio do governo para que as empresas de outros estados sintam-se seguras em investir aqui, além é claro da pouca visão de como se gerar recursos para skate da FASERJ – deixando que as pistas fossem abandonadas, não investindo nas escolinhas, não implementando um calendário esportivo, etc...Temos “líderes” que vivem de NOME e não de atitude. Enfim, terei muito trabalho para o blog a partir de agora.Voltando ao campeonato deste fim de semana, se você é um skatista engajado que acompanha o skate carioca deve conhecer o trabalho do Eduardo Gringo em frente à escola de skate da CUFA e muito possivelmente já foi conferir os campeonatos inovadores que ele produziu por lá, como por exemplo o campeonato de duplas que aconteceu durante os jogos da LIBBRA (Liga Brasileira de Basquete de Rua) e que levou os finalista para grande final em São Paulo, como não podia deixar de ser Gringo ataca desta vez com um campeonato OPEN durante o HUTÚZ nos dias 28 e 29 (sexta e sábado) das 17h às 21h. Além da competição convencional o evento contará ainda com campeonato de maior OLLIE e BEST TRICK.As inscrições para o evento estão sendo feitas ONLINE, então se você está lendo isso aqui e ainda não se inscreveu está perdendo tempo. Clique AQUI e faça sua inscrição!No link da inscrição vocês poderão acompanhar uma outra questão que ronda este campeonato, o caso da premiação em CASH, ESPÉCIE, BUFUNFA, MONEY, DINDIM, MERRECA, CASCALHO, LA PLATA, LARJAN, DENERO, PILAS, MERRÉIS, etc...De qualquer modo, espero vê-los por lá, se não competindo ao menos prestigiando e botando pilha na competição!Muita paz e muito skate a todos!
 

0 comments so far.

Something to say?

tv

surf~~~~Pensamentos de um surfista...

surf~~~~Pensamentos de um surfista...
Ser honesto em todos os meus actos e pensamentos...

dificuldades...

A vitória sobre as dificuldades é a grande descoberta do homen de si mesmo.Felicidade nao foi prometida a ninguem como dádiva...Ela é, essencialmente, uma conquista.Mas, para se chegar lá é precico lutar, transpor muitos obstáculos, ser obstinado,ter paciência. Esperar.Pq ela nao nasce feita nem ninguem a promete a ninguem...Ela faz-se, minuto a minuto...Mas quando ela chega, é pra ficar...E difinitivamente é sua...

extremos...

extremos...
Todos os extremos sao viciosos...

extremos...

Todos os extremos sao viciosos...Eu procuro levar a vida pelos caminhos do bom-senso. Faço tudo o que tenho que fazercomo se tudo fosse simples e que dependesse só de mim.Se tiver de pedir auxilio alguém, eu vou fazelo com a mesma simplicidade que eu vivo a vidaTento nao exagerar no falar, e muito menos no agir, para nao cair em extremos, poisqualquer que seja, será sempre perigoso.Hoje acordei a saber mais do que ontem... Amanha saberei mais do que sei hoje...Sem dúvida...Cada dia que eu vivo essa imensa escola da vida.Aprendo, com o que fasso, aprendo a fazer melhor, aprendo com os meus erros,e a errar menos, aprendo com os meus semelhantes, a imitá-los ou a evitar fazer oque ele fez. Tudo na minha vida, a vida toda, me ensina a ser melhor, dia após dia.SAO AS LIÇÕES DA VIDA...Sábio é aquele que das dificuldades da vida tira partido construindo com elas os degraus da sua vitória, do seu progresso, da sua perfeição.Mas nada de EXTREMOS...

ben harper...

ben harper...
Better Way Written by: Ben Harper

honestidade

Ser honesto em todos os meus actos e pensamentos...Quanto mais me esforçar por ser honesto mais admitireiq os outros também o são e menos desconfiarei dadesonestidade alheia...É verdade q, quando uma pessoa desconfia muito dos outrosé pq está a preocupar-se muito pouco, com desconfiar de si mesmo.Passo entao a medir o meu semelhante pelo seu proprio termometro moral.Talvez seja tambem por isso q este mundo nao tem melhorado...Texto especial pra uma pessoa muito especial...

HANG LOOSE – Brasil. Vestuário. 1986.


Você certamente conhece a Hang Loose, a maior empresa de surfwear do Brasil. O que você não sabe é que a origem da marca deles está associada a dois caras: um deles é o paulista Álfio Lagnado. O outro é um surfista havaiano com a mão direita mutilada.
Para entender como tudo isso se encaixa, vejamos primeiro a vida de Lagnado. Apaixonado por surf, desde pequeno ele curtia pegar ondas, numa época em que no Brasil o esporte ainda estava longe de ser popular. Depois de se formar em economia, Lagnado pensou se seria possível ganhar a vida trabalhando somente com surf. Naquele tempo ele tinha um amigo que já tirava algum dinheiro vendendo roupas para surfistas. Como sua família tinha uma pequena loja de confecção, ele acabou produzindo algumas peças para a loja do amigo. Pouco tempo depois, o empreendimento começou a faturar e Lagnado finalmente podia viver do surf.
Passam-se os anos e, durante uma viagem ao Havaí, ele decide que é hora de ter sua própria empresa. Na hora de batizar a nova marca que estava surgindo, ele pensou em escolher um nome que simbolizasse da melhor forma a cultura do surf.
E para entender o nome que Lagnado escolheu para sua empresa, precisamos contar agora a história do nosso surfista da mão mutilada.